Dívida ativa, quem precisa disto?

Burocracia e acomodação levam a somas absurdas

Entre os cinco maiores devedores do fisco municipal em Osório aparecem três gigantes da economia mundial: Mercedes Benz, Fiat e General Motors. Em terceiro lugar está a Bolognesi Engenharia que quer o perdão de dívidas remanescentes de IPTU. A lista segue, despontando os poderosos bancos Itaú e Bradesco e seus respectivos setores de leasing.
O Brasil possui um sistema tributário intrincado, cuja sistemática é recheada de meandro judiciais e cartoriais que acabam por enrolar o poder público. O resultado é este, com os governos se desdobrando para honrar seus compromissos, enquanto as dívidas se avolumam nos arquivos da Secretaria da Fazenda.
Observem que a própria Prefeitura de Osório é devedora de mais de R$ 600 mil, algo que deveria servir no mínimo de alerta em plena crise da queda de arrecadação.

EXCLUSIVO: lista dos maiores devedores de Osório

No Portal da Transparência, da Prefeitura de Osório, obtivemos os dados dos 20 maiores devedores de tributos municipais, entre eles o IPTU. Os acessos se deram em meados deste mês, o que significa que podem ter ocorrido alterações nas posições e números. Vemos gente graúda nesta lista, como bancos, fabricantes/revendas de veículos e empreendedores imobiliários. Os valores incluem débitos vencidos e a vencer.
LISTA DOS 20 MAIORES DEVEDORES
1)Mercedes Benz Leasing SA – R$ 14.347.459,59
2)Fiat Leasing SA – R$ 12.084.639,39
3)Bolognesi Engenharia Ltda – R$ 2.723.055,11
4)Banco General Motors SA – R$ 2.542.745,49
5)Banrisul Leasing SA – R$ 2.167.834,78
6)BMG Leasing Arrendamento Mercantil – R$ 1.937.175,71
7)Cia Itaú Leasing – R$ 1.212.862,42
8)Assoc. Benef. S. Vicente de Paulo – R$ 1.101.415,77
9)Manoel Maciel de Castro – R$ 994.912,93
10)Renda Sinhoreli e Cia Ltda – R$ 943.433,77
11)Espólio de Therezinha de Jesus Azeredo – R$ 704.178,62
12)Eduardo Rodrigues Renda – R$ 640.265,24
13)Prefeitura Municipal de Osório – R$ 602.037,79
14)Safra Leasing SA – R$ 558.631,86
15)Artur Ambros Mallmann – R$ 547.341,72
16)Report Emprendimentos Imobiliários Ltda – R$ 543.684,30
17)Bradesco Leasing SA – R$ 493.537,33
18)Antony Comércio de Combustíveis – R$ 481.848,23
19)Balneário América SA – R$ 480.930,98
20)Construtora Queiroz Galvão – R$ 475.242,72
TOTAL: R$ 45.583.233,75

CPERS realiza eleição

Votação no 13º Núcleo, em Osório

Hoje está ocorrendo eleição no Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul (Cpers). Para votar basta apresentar a carteira do Sindicato ou o último contracheque, junto com o documento de identidade. A votação vai até amanhã (28).
O pleito está transcorrendo com tranquilidade no 13º Núcleo, sediado em Osório. Estão concorrendo à diretoria central quatro chapas. Para o núcleo do Litoral Norte há dois postulantes: Marli Aparecida de Souza e Márcio Dejalmo da Motta.
O Cpers está engajado na paralisação geral, prevista para o dia 30, buscando a saída de Temer da presidência e Diretas Já.

Projeto divide opiniões na Câmara de Osório

Ver. Ed Moraes

Ontem à noite, na Câmara Municipal de Osório, o centro dos debates foi o projeto que vem para desonerar loteadoras do pagamento de IPTU, o que serve diretamente à Bolognesi, localizada no distrito de Atlântida Sul.
Hélio Bogado usou a tribuna livre do Legislativo e fez várias críticas a esta empresa por não ter realizado investimentos no saneamento do balneário, conforme acordado com o Ministério Público e Justiça. “Atlântida Sul não tem tratamento de esgoto”, apontou.
Os vereadores Ed Moraes, Charlon Muller e Lucas Azevedo, todos do PMDB, manifestaram-se contra o projeto.

Hélio Bogado

Já Beto Gueiê (PDT) afirmou que a Bolognesi promove o desenvolvimento do balneário e gera receita de IPTU com os investimentos que faz, o que mais tarde irá crescer em razão da expansão urbana na localidade. A declaração de Beto indica que o PDT votará a favor do projeto. O voto de desempate caberá ao presidente Martim Tressoldi (PSDB).
INVESTIGAÇÃO
O vereador Beto Gueiê afirmou que está em curso sindicância na Prefeitura de Osório tratando do que seriam irregularidades na cobrança do IPTU, pois teriam ocorrido supostas fraudes, beneficiando de forma indevida certos contribuintes. Esta questão foi abordada por Bogado na tribuna.

Câmara de Osório debate remissão fiscal à Bolognesi

Hélio Bogado

Hoje à noite a Câmara Municipal de Osório volta a discutir a questão da remissão da dívida da empresa Bolognesi, no distrito de Atlântida Sul. Há setores da comunidade contrários a esta projeto, pois não enxergam vantagens para o município, assim como questionam o que seria um privilégio a esta empresa do ramo imobiliário.

O morador de Atlântida Sul, Hélio Bogado, fará uso da tribuna livre do Legislativo , enfocando este assunto, mas naturalmente abordando também outros temas referentes ao balneário, como o saneamento, saúde e educação.

Prefeitura investe em asfaltamento de Aguapés

Equipe trabalhando na pavimentação do distrito

A obra de asfaltamento no distrito de Aguapés está na reta final. O investimento feito pela Prefeitura de Osório na implantação e restauração da infraestrutura viária das ruas em Aguapés é de R$ 2.566.669,45. A obra tem a fiscalização do engenheiro Rafael Fofonka e está sendo executada pela empresa Spot Group.
“O investimento feito na melhoria dos acessos ao Distrito de Aguapés é um exemplo de nossa preocupação. Aos poucos vamos contemplando todos. É muito bom ver uma obra bem feita e os cidadãos felizes, vendo seus sonhos serem realizados”, afirma o prefeito Eduardo Abrahão (PDT).

Escolas do Litoral Norte receberão R$ 1 milhão para reformas

Escola Arthur da Costa e Silva será contemplada

O Governo do Estado iniciará na segunda-feira (26), o repasse de cerca de R$ 1 milhão para reformas e pequenas ampliações em sete escolas do Litoral Norte, beneficiando diretamente mais de 2,5 mil alunos. A viabilização do recurso foi possível graças ao esforço e articulação conjunta dos deputados Gabriel Souza e Alceu Moreira que, mais de uma vez, levaram as demandas das instituições para a Secretaria Estadual de Educação.
Segundo o deputado Gabriel, esses investimentos são imprescindíveis para que o Rio Grande do Sul volte a ter uma posição de destaque na área educacional do país.
Entre as escolas contempladas estão a Santa Terezinha, de Maquiné; Gregória Mendonça e Felisberto Luiz de Oliveira, de Santo Antonio da Patrulha; Erica Marques, de Terra de Areia; Arthur da Costa e Silva, de Capivari do Sul; Padre Simão Moser, de Mostardas, e Pedro Nicolau Krás Borges, de Torres.
Ao todo, o governo do Estado repassará R$ 40,5 milhões para reformas em 301 escolas. A expectativa é de que até o final de 2018 sejam entregues mais de 600 escolas reformadas em todo o Rio Grande do Sul.