Recesso de verão na política de Osório gera expectativas

E as pesquisas em Osório?

E as pesquisas em Osório?

Começado o verão, a política em Osório entra em recesso, com gente saindo da cidade e os principais partidos esfriando os debates, apesar de o ano ser eleitoral.
Fica a impressão que a administração do prefeito Eduardo Abrahão (PDT) qualificou-se diante do eleitorado, impondo-se com ações resolutivas nos bairros e distritos, buscando manter os bons serviços de educação e saúde. Abrahão é candidato natural à reeleição, mesmo que surjam outros nomes, alguns fora da vitrine há muito tempo.
O PMDB, matreiramente, age com cautela no cenário de possibilidades que surge. Luciano Silveira, Roger Caputi e Júlio Ramos estão focados na composição da chapa a prefeito e vice, no que surgem claras divisões no partido.
A possibilidade de uma terceira via está no ar, mas enfraquecida por conta de um horizonte limitado para crescimento destas candidaturas. Neste campo aparecem Martim Tressoldi (PSDB) e Denílson da Silva (PT) que possuem liderança e histórico de trabalho pela comunidade.
Este é o quadro em Osório, com a natural polarização entre PDT e PMDB e seus respectivos aliados, os quais podem trocar de lado, dependendo das negociações. Há os que almejam correr por fora, mas ainda distantes do foco principal. Março virá para a retomada dos debates dentro dos partidos, passando também por um acirramento do discurso oposicionista. A administração municipal precisará estar azeitada para enfrentar a tormenta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s