Lideranças comunitárias criticam traçado de linha da Eletrobras

Técnicos mostraram dados do projeto

Técnicos mostraram dados do projeto

Ontem (8), na Câmara Municipal de Osório, a Eletrosul, sua contratada Prosul e a Fepam realizaram audiência pública com a comunidade para dar informações a respeito da linha de transmissão que vai atravessar o município. A passagem dela pelo Morro da Borússia desagrada a diversos moradores.
Foi uma reunião conturbada, pois os moradores da Borússia contestam fortemente o trajeto da rede, já que atravessa em oito quilômetros a Área de Proteção Ambiental (APA) e haveria danos ao meio ambiente e às atividades dos produtores rurais e moradores da localidade.
Roberto Kiel, presidente da Associação de Moradores e Amigos da Serra da Borússia (Amasb) criticou o material apresentado ao público. “Falta clareza e é de péssima qualidade técnica”, apontou.

Roberto Kiel

Roberto Kiel

Kiel disse que já há ações civis públicas contra redes da Eletrobras planejadas para passar pelo Morro Ferrabraz e Banhado Grande.
O assunto está longe de se esgotar, pois os cidadãos de Osório despertaram para o assunto, entendendo as repercussões não só na agricultura e meio ambiente, mas no turismo e preservação de uma identidade local.
Moradores da Borússia demonstraram indignação e anunciaram que se esforçarão para que o traçado da rede mude. O caso pode acabar na Justiça, com ações civis públicas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s