Hospital de Santo Antônio pode ter corte de repasses do Estado

Coord. regional Magda Bartikoski na Câmara

Coord. regional Magda Bartikoski na Câmara

O Hospital de Santo Antônio da Patrulha não atingiu as principais metas estipuladas no contrato firmado em outubro de 2015 entre a empresa Germann e Pechman e o Governo do Estado do Rio Grande do Sul. A declaração foi feita pela Coordenadora da 18ª Coordenadoria de Saúde do Estado, Magda Bartikoski, durante a reunião legislativa realizada no dia 27.
Apesar do repasse de mais de R$ 3 milhões neste período, a Germann não cumpriu com o contrato assinado com o Estado em vários aspectos, obtendo um percentual de metas de 60% no que atinge a parte qualitativa e 66% da quantitativa. Isto porque, de acordo com o Fundo Estadual da Saúde, o Hospital que possui um contrato mensal de mais de R$ 481 mil, alcançou 49% das internações. Isso significa que houve 97 internações das 197 contratadas.
FONTE: Câmara Mun. de Santo A. da Patrulha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s