MPF aponta irregularidades no Bolsa Família

fraude-no-bolsa-familiaO Ministério Público Federal analisou o programa Bolsa Família, identificando que Imbé é o município gaúcho com mais irregularidades, chegando a 23% dos beneficiados. No Brasil ficou na segunda posição.
Os valores suspeitos no município chegam a R$ 1.410.711,00 e envolvem 412 recebedores, sendo 142 empresários (dos quais três falecidos), 266 servidores com até quatro pessoas e um servidor doador de campanha eleitoral.
A Prefeitura explica que faz a gestão do programa, mas não tem a responsabilidade de excluir cadastros irregulares e nem decidir quais serão as famílias que deverão receber o benefício. Também frisa que fará o possível para auxiliar na identificação dos 412 beneficiários suspeitos identificados pelo levantamento.
Irregularidades em outros municípios do Litoral:
Balneário Pinhal – 13,76%
Arroio do Sal – 12,43%
Cidreira – 11,60%
Tramandaí – 10,96%
Capão da Canoa – 10,88%
Itati – 9,99%
Terra de Areia – 9,19%

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s