Justiça Eleitoral anula votos do PSD em Cidreira

eleicaoNo dia 18 de novembro a juíza eleitoral Cristiane Stefanello Scherer determinou que o PSD de Cidreira fosse afastado da coligação “Oposição de Verdade” em razão de descumprimento de normas durante a convenção partidária. A decisão também estabelece a nulidade dos votos do PSD nesta eleição municipal.
No site do Tribunal Superior Eleitoral consta da eleição municipal realizada em Cidreira uma lista de candidatos com votação nula ou anulada, atingindo inclusive vereadores que haviam, num primeiro momento, conseguido a eleição, caso de Claudião do Maré Cheia (PSD). A candidata a prefeita, Aline Sessim (PSD), aparece com votação zerada. Em setembro os desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) entenderam que a convenção partidária que escolheu a chapa e os 15 candidatos a vereador da legenda não poderia ter sido presidida por Elói Braz Sessim, marido de Aline e ex-prefeito de Cidreira, pois está com os direitos políticos suspensos até 2021.
A investida política de Elói Sessim em Cidreira, através de sua esposa Aline Sessim, revelou-se um retumbante fracasso. Tendo realizado convenções partidárias que acabaram sendo anuladas, agora precisa lidar com tamanho fiasco e cobrança dos ex-apoiadores. Foi eleito prefeito de Cidreira Alex Contini (PP). O atual prefeito, Milton Bueno (PMDB), ficou em segundo lugar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s