Situação e oposição começam ano medindo forças na Câmara

“Aqui não vai haver rolo compressor. Vou votar conforme a minha consciência”, afirmou o vereador Martim Tressoldi (PSDB) logo após desempatar votação que decidiu a respeito do salário do interventor do Hospital São Vicente de Paulo.
No ano passado houve o mesmo debate na Câmara de Osório, com o PMDB questionando os vencimentos de R$ 8.200,00, o mesmo que ganha o vice-prefeito Eduardo Renda (PP).
O voto de Minerva de Tressoldi mostrou que ele está afinado com o governo municipal, mas buscando ser diplomático com a oposição. O placar de 5 a 4 nesta votação revela o que deverá ser uma tônica ao longo de 2017, com o PMDB batendo pé em alguns pontos. Do outro lado o PDT joga charme e procura usar bem a condição de governo, contando com o apoio essencial do PSDB de Tressoldi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s