Distritão, o voto conservador de Temer & Cia

O modelo de legislação eleitoral brasileiro é calcado num sistema cartorial, coordenado pela Justiça Eleitoral. Há detalhismo nas regras para registro de candidaturas e realização da campanha, o que é apenas explicável pelo ritualismo típico de uma estrutura burocrática que almeja forçar o equilíbrio durante as disputas eleitorais. Ao sabor dos interesses, surgem debates que buscam mudanças em algumas destas regras.
Entre as novidades estudadas está a ideia do “distritão”. A classe política em Brasília, boa parte dela querendo se manter no poder, lançou a ideia do distritão, resultado de um acordo da base de apoio ao Governo Temer e setores conservadores. Claro que há razões de sobra para se ter desconfiança, pois os deputados querem aprovação deste modelo já para a eleição de 2018, conforme registra a Folha de S. Paulo.
Foi criada uma frente suprapartidária de oposição à proposta do distritão. O debate se desdobra ainda em relação a uma possível transição para o voto distrital misto, o que está sendo avaliado pelo Senado.
O certo é que o atual Congresso é a soma da má qualidade de muitos parlamentares com o interesse em torno do Governo Temer, fortemente lastreado no desejo de sobrevivência em meio a um mar de lama que chega a todos os cantos do Palácio do Planalto e ministérios. O distritão é fruto do casuísmo, o macabro projeto de líderes maquiavélicos que estão vislumbrando formas de se manter no poder a partir de 2018. Então não é para menos que a resistência tenda a crescer em relação a Temer e seus apoiadores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s