Licenciamento ambiental é criticado na Câmara de Osório

Ver. Martim Tressoldi

Os licenciamentos ambientais, sob encargo do Executivo Municipal, têm sido alvo de críticas no Legislativo. Ontem o vereador Martim Tressoldi (PSDB) falou na tribuna nos problemas deste setor, chegando a citar o caso de um empreendimento que está há 50 dias esperando a documentação da Secretaria do Meio Ambiente. Tressoldi é aliado do governo do prefeito Eduardo Abrahão (PDT), mas não poupou a administração municipal.
Da minha parte entendo que o uso excessivo de cargos em comissão (CCs) e a falta de quadro técnicos experientes e realmente capacitados geram problemas, ainda mais numa área muito sensível como o meio ambiente. Tressoldi havia abordado esta questão na sessão da semana passada e o Executivo sentiu o golpe. Tanto que o prefeito foi a uma emissora local onde deu uma série de explicações.
Paralelo a este debate surge a questão do saneamento e tratamento de esgoto, embargado em razão de ação judicial desencadeada em Santo Antônio da Patrulha. O município de Osório tem questões pendentes e precisa ter agilidade, sob pena de prejudicar e seu meio ambiente, ao mesmo tempo em que precisa viabilizar obras pequenas e empreendimentos de maior porte.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.