Marcado: Alceu Moreira

Deputado Alceu Moreira: “é uma chanchada novelesca”

Dep. Alceu Moreira

Agora à tarde, por telefone, entrevistei o deputado federal Alceu Moreira (PMDB) a respeito da denúncia contra o presidente Michel Temer. Ele integra a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania e afirma que votará contra a aceitação da denúncia. “É uma chanchada novelesca, criada com o objetivo de derrubar o Presidente da República”, afirma. “A acusação não tem fundamento e faltam provas de que Temer tenha recebido aqueles valores”.
Moreira ressalta que o presidente Temer está renegociando a dívida do Rio Grande do Sul, questão fundamental para o desenvolvimento do Estado e que pode ser dificultada caso ele seja destituído da Presidência.
Conforme o site da Câmara Federal, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), espera ser possível votar a denúncia do presidente da República até a sexta-feira (14).

Alceu Moreira é 1º no RS em ranking municipalista

Dep. Alceu Moreira

Um ranking divulgado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) traz os parlamentares que mais votaram a favor de propostas municipalistas. Entre os deputados gaúchos, Alceu Moreira figura na primeira posição. Ele também está na vice-liderança nacional, atrás apenas de um correligionário do Maranhão.
Moreira, que presidiu a FAMURS, lembrou a importância do municipalismo. “Rodo constantemente o nosso Estado e estou ciente das demandas que acometem os municípios, em especial, os do interior”, pontuou.

Alceu Moreira é delatado pela JBS

Dep. Alceu Moreira

O deputado federal Alceu Moreira (PMDB), ex-prefeito de Osório, foi citado em delações realizadas pela JBS. Conforme a Rádio Gaúcha, a JBS relata um pagamento de R$ 200 mil em espécie a Moreira no dia 27 de agosto de 2014. Estes valores não teriam sido declarados à Justiça Eleitoral, conforme apuraram repórteres da Rádio Gaúcha.
Alceu Moreira informa que não detém conhecimento integral dos fatos relatados e tem convicção da licitude de suas condutas. Esclarece que os valores recebidos por sua campanha, em 2014, foram de forma regular e declarados à Justiça Eleitoral, que aprovou a prestação de contas.​ (Fonte: Rádio Gaúcha)

Alceu Moreira preside PMDB gaúcho

FOTO: Vinicius Reis/PMDB-RS

Ontem, em Porto Alegre, o PMDB realizou convenção, onde foi aclamada a nova direção do partido no Rio Grande do Sul. Alceu Moreira é o novo presidente, contando com os vices Sebastião Melo, Regina Perondi e Marco Alba. Gabriel Souza ficou como secretário-geral.
“Tenho orgulho de caminhar com vocês nesta nobre missão de fazer política buscando construir o futuro. Cumprirei com dedicação extrema e humildade”, afirmou Alceu.
O governador José Ivo Sartori estava presente e fez discurso voltado à coesão partidária. “Chegou a hora de dizer ao PMDB: muita unidade, não alimentar nenhum preconceito e praticar a diversidade internamente no partido seja ela política, seja ela religiosa, ideológica, de gênero, seja do que for”, declarou Sartori.
Na ocasião Germano Rigotto colocou seu nome à disposição para concorrer a presidente da República em 2018. “Eu vejo um PMDB forte e aguerrido para uma excelente nominata para candidatos estadual e federal para 2018. E agora, a busca de um projeto de continuidade do Governo Sartori, com responsabilidade fiscal, assim como foi com o Governador Simon”, avaliou.

Marreta está pegando no Alceu Moreira e no Gabriel Souza!

Cartaz na Câmara

As entidades sindicais e políticos apoiadores estão fazendo material contra os deputados Alceu Moreira e Gabriel Souza, ambos do PMDB. O federal foi prefeito de Osório, portanto os adversários na cidade e região não perdem a oportunidade para criticar o voto favorável de Moreira na reforma da Previdência. Já o estadual está se engalfinhando na Assembleia em defesa do pacote de medidas proposto pelo Governo Sartori que afeta diretamente setores importantes da sociedade gaúcha, gerando fortes contrariedades.

Cartaz na feira do produtor

CENTRO DE OSÓRIO

Na reunião realizada ontem, no plenário da Câmara de Osório, foi colocado um cartaz com o Eliseu Padilha e o que seriam suas duas marionetes de pano: Alceu Moreira numa mão e Gabriel Souza na outra. Padilha foi prefeito de Tramandaí e empresário do ramo imobiliário na região.
Hoje de manhã flagrei na Feira do Produtor, realizada no Largo dos Estudantes, novamente o cartaz, expondo este cisma entre os dois parlamentares do PMDB e grande parte dos movimentos sociais e sindicais.

Audiência pública discutirá pedágio na BR 101

As audiências públicas propostas pelo deputado Alceu Moreira para discutir o programa de concessão de rodovias do governo serão na quarta-feira, 22, em Montenegro (RS), e na sexta-feira, 24, em São João do Sul (SC), cidade a menos de dez quilômetros de Torres. A confirmação ocorreu pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).
Pelo projeto original das concessões, os municípios têm a previsão de instalação de pedágios em seus territórios, na BR 386 e BR 101, respectivamente. Em Montenegro, o local será o Clube Riograndense, com capacidade para 450 pessoas, e em São João do Sul, na Sociedade Esportiva, para 600 presentes. Na cidade catarinense a audiência começará às 14 horas.

Norma governamental estimula agroindústrias familiares

Dep. Alceu Moreira

Dep. Alceu Moreira

O Ministério da Agricultura publicou dia 15 uma Instrução Normativa que estimula a criação e a formalização de agroindústrias familiares de laticínios, mel e ovos. A medida contempla propostas previstas em projetos do deputado federal Alceu Moreira (PMDB), que comemorou a publicação.
Ele lembrou que é mais um avanço para diminuir a burocracia mantendo o controle higiênico e sanitário para a qualidade dos produtos. Moreira é autor de projetos de regulamentação de produtos artesanais, como queijos, sucos e vinhos, e de alterações na fiscalização do mel.
Algumas das novas regras são a dispensa, em situações específicas, de equipamentos, como o resfriador à placa, o tanque de estocagem e equipamento de pasteurização rápida. Na utilização de leite proveniente somente da produção própria é dispensado o laboratório. As instalações podem ser anexadas à residência, desde que tenham acessos independentes e não precisam ter uma sede para o Serviço de Inspeção.