Marcado: Capivari do Sul

Projeto busca fortalecer agronegócio em Capivari e região

Ver. Beto Camargo

Ver. Beto Camargo

Após tramitar na Câmara de Vereadores de Capivari do Sul, foi aprovado o projeto do vereador Roberto Camargo (PMDB) que torna Capivari Centro de Referência do Agronegócio do Litoral Norte. O objetivo da proposição é fazer o município ser ainda mais reconhecido na região e no Estado como referência na área de agronegócios devido ao seu potencial na agricultura e pecuária, pois possui localização privilegiada.
Beto destaca que o projeto terá impacto na economia, fortalecendo o processo de comercialização e valorização do arroz, pecuária, setor madeireiro, insumos e maquinários. “Além disso, evidenciará ainda mais o zoneamento da soja, já efetivado em Capivari, que facilita o financiamento e seguro agrícola. No município são plantados cerca de quatro mil hectares desta cultura”, explica.

Comunidades querem mais segurança nas áreas rurais

Sec. Schirmer recebeu comitiva e dep. Gabriel Souza

Sec. Schirmer recebeu comitiva e dep. Gabriel Souza

Nesta segunda-feira (24), ao fim da tarde, o secretário estadual da Segurança Pública, Cesar Schirmer, recebeu lideranças de Palmares do Sul, Capivari do Sul, Mostardas, Osório, Viamão, Xangri-Lá e Santo Antônio da Patrulha que apresentaram suas reivindicações referentes à segurança das áreas rurais dos municípios. A comitiva foi acompanhada pelo deputado estadual Gabriel Souza (PMDB).
Estas comunidades estão sofrendo com a ação de quadrilhas na zona rural, realizando abigeatos e assaltos. É questão a ser enfrentada pela Brigada Militar, com patrulhas constantes, inclusive à noite, nas áreas onde os bandos costumam agir.

Vereador de Capivari busca fortalecer agronegócio regional

Dep. Alceu Moreira e Roberto Camargo (dir.)

Dep. Alceu Moreira e Roberto Camargo (dir.)

Na semana passada, o vereador Roberto Camargo (PMDB), de Capivari do Sul, participou de importantes definições relacionadas ao Município. Na sessão da Câmara, apresentou projeto de lei que declara o município de Capivari do Sul Centro Gaúcho de Referência em Agronegócios.
Conforme Camargo, o objetivo é tornar Capivari do Sul reconhecido na região, no Estado e no País como Centro Gaúcho de Referência em Agronegócios. A meta é concentrar em Capivari os avanços da agricultura na nossa região, ganhando força para pleitear recursos e incentivos, tanto na esfera estadual como na federal. Tem como objetivo buscar melhorias na disponibilização de crédito rural, financiamentos, licenciamentos e demais setores que direta ou indiretamente norteiam o agronegócio. Tal título trará ainda mais agricultores da região para buscar produtos, serviços, conhecimentos e treinamentos em Capivari do Sul, e, tornar eventos, como a Expofeira, cada vez mais abrangente e lucrativa.

Amlinorte esclarece sobre ação contra prefeito de Capivari

A Associação dos Municípios do Litoral Norte (Amlinorte) esclarece a recente decisão da 1ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado do RS, que determinou uma penalidade ao prefeito de Capivari Marco Antônio Monteiro Cardoso. Na sessão, ocorrida em 16 de agosto, o TCE considerou regulares as contas de gestão do município, referentes ao ano de 2014, com ressalvas referente a ausência de prestação de contas do “Programa Verão Numa Boa 2013/2014″.
Ocorre, que o programa foi realizado através do Consórcio Público Amlinorte, visando a implantação e manutenção de equipe extra de Unidade de Suporte Básico e Avançado de saúde durante a programação de verão. Os recursos, num total de R$ 690 mil, foram repassados à OSCIP Futura, prestadora de serviços contratada pelo CP Amlinorte para gerenciar o programa, que não prestou contas adequadamente, como consta no próprio relatório do TCE.
Diante da ausência de documentos, o prefeito de Capivari do Sul, Marco Cardoso, ingressou na justiça em novembro de 2015 contra o Consórcio Público Amlinorte e a OSCIP Futura, desligando, inclusive, o município da participação no consórcio. Com a medida, o gestor municipal está buscando solucionar uma situação administrativa que se formou, sem deixar de cumprir com sua responsabilidade junto ao município e TCE/RS.
Ele deverá ingressar com recurso da decisão, uma vez que não houve omissão de sua parte. Já o Consórcio Público está aguardando o prazo para que as partes se manifestem nessa ação civil pública impetrada por Capivari do Sul. A Assessoria Jurídica do CP Amlinorte está acompanhando o caso e preparando documentação para fazer sua defesa e atender adequadamente a demanda do município de Capivari do Sul.
FONTE: Amlinorte

TCE aponta prefeito de Capivari por repasse a consórcio

Marco Cardoso

Marco Cardoso

Em sessão da 1ª Câmara do último dia 16, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) considerou regulares, com ressalvas, as contas de gestão, referentes ao exercício de 2014, do prefeito de Capivari do Sul, Marco Antonio Monteiro Cardoso.
Seguindo o voto do relator do processo, conselheiro Cezar Miola, o Tribunal decidiu que o administrador deverá retornar aos cofres públicos a quantia de R$ 690 mil, referente à ausência de prestação de contas acerca dos repasses efetuados pelo Município ao Consórcio Público da Associação dos Municípios do Litoral Norte (Amlinorte), visando à implantação e manutenção de equipe extra de Unidade de Suporte Básico (USB) e uma Unidade de Suporte Avançado (USA), durante o “Programa Verão Numa Boa 2013/2014”.
O prefeito também terá de pagar multa no valor de R$ 1,2 mil, por inobservância às normas constitucionais e legais reguladoras da gestão administrativa. Além disso, ele deverá estabelecer controles mais robustos na análise das prestações de contas na área da saúde, dando ao assunto o tratamento compatível com a sua importância, bem como estruturar adequadamente o Controle Interno. Essas medidas serão verificadas em futura auditoria na cidade de Capivari do Sul.
Da decisão cabem recursos, a partir da publicação no Diário Oficial Eletrônico do TCE-RS.
FONTE: TCE-RS

Candidaturas a prefeito no Litoral Norte

Aluisio Teixeira vai a prefeito de Terra de Areia

Aluisio Teixeira vai a prefeito de Terra de Areia

Até hoje (16) Terra de Areia tem apenas um candidato a prefeito que consta do site do TSE: Aluisio Teixeira (PMDB). O prazo se encerra neste sábado (20) quando, observado o prazo de 48 horas contadas da publicação do edital de candidaturas requeridas, os candidatos podem solicitar seus registros caso os partidos ou as coligações não o tenham feito.
Abaixo candidaturas a prefeito em cidades do Litoral Norte que ainda não havia divulgado no blog.
CANDIDATURAS A PREFEITO
Torres: Alessandro Bauer (PMDB), Carlos Souza (PP), Márcio Alexandre da Silva (SD), Lindomar Lummertz Filho (PSOL).
Arroio do Sal: Bolão (PMDB), Jucilei da Silva (PDT), Nora Machado (PT).
Mampituba: Dirceu Selau (PT), Vilmar Scheffer Matos (PDT).
Morrinhos do Sul: Dirceu Benetti (PP), Luiz Steffen (PMDB), Nilson Raupp (PDT).
Três Forquilhas: Loraci Justo (PP), Robson Brehm (PMDB).
Itati: Carlos Chaves (PMDB), Flori Werb (PP).
Três Cachoeiras: Flávio Lipert (PP), José Paulo Rodrigues (PMDB).
Capivari do Sul: Marco Cardoso (PDT), Fernando Quadros Cardoso (PP).

Soja ganha espaço no Litoral

Soja ganha espaço no Litoral Gaúcho

Soja é atrativa por sua rentabilidade

Os municípios de Palmares do Sul, Mostardas, Capivari e Santa Vitória do Palmar vão ser incluídos, por decisão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, no zoneamento da soja para o Litoral Norte, a partir do segundo semestre deste ano. O anúncio foi realizado pelo secretário de política agrícola do MAPA, Neri Geller. O tema já vinha sendo reivindicado por produtores do litoral e também foi levado a Geller pelo secretário estadual da agricultura, pecuária e irrigação, Ernani Polo, que já havia recebido o pleito de agricultores da região e, da mesma forma, do deputado Alceu Moreira, durante audiência na Seapi em 2015. Além da articulação de Alceu Moreira junto ao Mapa, também houve o apoio nesta construção do presidente da Federarroz, Henrique Dornelles, e do representante do IRGA, José Carlos Pires.
A partir do ingresso destes municípios do Litoral Gaúcho no zoneamento, que já produzem grande quantidade de grão, os agricultores vão ter a disponibilidade de contratar financiamentos, o que irá aumentar a produção de soja e disponibilizar mais geração de emprego e renda, sendo uma boa opção para alternar com o plantio do arroz.
FONTE: Governo do Estado