Marcado: CEEE

CEEE avalia desempenho

Gerência de Osório destaque na área comercial

A CEEE Distribuição realizou nesta semana, em Osório, o Encontro de Performance, evento que ocorre com regularidade e que tem o objetivo de avaliar processos de trabalho e indicadores que medem a qualidade dos serviços. Nesta edição houve também a divulgação do ranking comercial de 2016, obtido a partir dos indicadores das Gerências e Agências da Companhia ao longo do ano passado.
O evento ocorreu no campus do IFRS e reuniu representantes de todas as regiões da área de concessão, formada por 72 municípios gaúchos.
Pelo relatório de avaliação anual, são reconhecidos Desempenho Administrativo, Comercial, Técnico e de Segurança. A Gerência Regional de Osório ficou em primeiro lugar pelo seu esforço no setor comercial e em segundo no quesito segurança. O primeiro lugar em desempenho técnico ficou com a Gerência de Rio Grande.

Anúncios

CEEE realiza campanha contra furto de energia

A Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE-D) iniciou hoje (15) campanha publicitária com o objetivo de alertar a população sobre os perigos e as consequências do furto de energia elétrica. A ação é crime qualificado inafiançável previsto no Código Penal e gera prejuízo de R$ 200 milhões por ano à Companhia. Com o slogan “Fez Gato, Pagou o Pato”, a campanha utiliza várias mídias e se estende até dezembro, destacando que o furto de roubo de energia elétrica pode resultar em até oito anos de prisão para a pessoa responsável pela unidade consumidora.
A campanha abrangerá os 72 municípios atendidos pela CEEE-D e propõe-se a alcançar 80% do mercado, formado por 1,6 milhão de consumidores. Também foi criado um hotsite www.fezgatopagouopato.com.br (site temporário) que irá centralizar todas as informações, disponibilizar dicas de como é possível fazer a regularização e também de como denunciar crimes deste tipo de forma anônima.

Fundação CEEE busca fortalecimento em momento crítico

Presidente da Fundação CEEE palestrou em Osório

Hoje pela manhã, na sede social do Senergisul, em Osório, houve palestra do presidente da Fundação CEEE, Gerson Carrion. Há grande preocupação com a possível privatização da CEEE. “Plebiscito sobre a CEEE não vai ocorrer em 2017”, afirmou Carrion em relação às negociações em curso envolvendo o Palácio Piratini e a Assembleia Legislativa.
Também é questão clamante a possibilidade de perda da concessão pública por parte da CEEE, caso não ocorra aporte de R$ 900 milhões até 2018.
“Em qualquer processo de privatização, a Fundação CEEE vai ter que ser ouvida”, explicou. Segundo ele, é importante a participação dos funcionários e aposentados da empresa também em relação à previdência complementar, gerenciada pela fundação. Desde 2014 ela intensificou seus esforços de expansão no mercado de previdência complementar. Carrion assumiu como presidente da entidade em 27 de maio deste ano. “Estamos abrindo um novo mercado para o Família Previdência, estimulando os participantes dos fundos de pensão, pessoas que já conhecem a importância de investir em previdência complementar, a colocar seus familiares no sistema”, assinala.

CEEE combate perdas de energia

Direção da CEEE firmou importantes parcerias

As diretorias da CEEE e da Landys+Gyr assinaram hoje (31) dois contratos que integram o Programa de Combate às Perdas da concessionária de energia elétrica. A ação integra um conjunto de sete projetos que vêm sendo desenvolvidos pela empresa e envolvem incremento de fiscalização e tecnologia junto aos sistemas de medição.
Os documentos foram assinados na sede da empresa, em Porto Alegre, pelo presidente Paulo de Tarso Pinheiro Machado e diretor de Distribuição, Julio Hofer, pela CEEE; e pelo presidente da Landis+Gyr, Marcelo Machado, e diretor da V2Com, Guilherme Spina. Os dois contratos no valor de R$ 55,5 milhões envolvem recursos oriundos de financiamento com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD).
Os contratos envolvem implantação de sistema de automação e de gerenciamento de redes em áreas de complexidade social.

CEEE atua forte em Santo Antônio

Foto: Divulgação/CEEE

A CEEE intensificou nos primeiros meses deste ano o programa de manutenção preventiva no sistema de distribuição de energia elétrica em Santo Antônio da Patrulha. Em um desses trabalhos recentes de melhorias nas redes de média tensão, na Rua Imigrantes, a Companhia fez a substituição de dois quilômetros de condutores compactos e instalou 60 espaçadores losangulares, mantendo o isolamento elétrico da rede.
Conforme o gerente regional da empresa, José Antônio Corrêa de Andrade, “a ação beneficia diretamente 2214 clientes e visa dar maior confiabilidade ao sistema, reduzindo riscos de interrupções do fornecimento por desarme do alimentador de energia que abastece essa região da cidade”. Além desse trabalho específico que envolveu recursos na ordem de R$ 45 mil, Andrade lembra que, ao longo do ano passado, a empresa investiu R$ 1,5 milhão para oferecer melhor qualidade da energia ao conjunto de clientes do município. Nesse valor, foram incluídas obras, serviços de manutenção e outras ações como podas e roçadas para desobstrução de vegetais das linhas de energia.

Privatização da CEEE é criticada na Câmara de Osório

Dirigente do Senergisul usou tribuna livre

Dirigente do Senergisul usou tribuna livre

Ontem um dirigente do Senergisul, sindicato ligado aos eletricitários da CEEE, usou da tribuna livre na Câmara de Osório, posicionando-se contra a privatização da estatal. Ele enfocou diversos pontos que mostrariam a viabilidade financeira da CEEE, contrariando a propaganda de que ela é deficitária e inviável.
Os vereadores do PDT manifestaram-se favoráveis ao pleito do Senergisul, pois trata-se de uma bandeira trabalhista, já que a CEEE foi criada por Leonel Brizola quando governador do Estado.
O PMDB, apesar da intenção do Governo Sartori, posicionou-se também ao lado dos funcionários da empresa. Os vereadores peemedebistas usaram a tribuna e firmaram posição contra a venda da CEEE a um grupo privado.

Pacote do Governo Sartori é contestado por bancada do PT

Dep. Jeferson Fernandes

Dep. Jeferson Fernandes

Hoje entrevistei o deputado estadual Jeferson Fernandes (PT) a respeito dos projetos enviados pelo Governo Sartori à Assembleia Legislativa. A privatização da CEEE, Sulgás e CRM já está em pauta. Segundo o parlamentar, o Governo do Estado ainda não tem votos suficientes para sua aprovação. “O Governo está obstinado em realizar privatizações e mantém a retirada da exigência do plebiscito”, explica. “Até agora Sartori não conseguiu os 37 votos”.
Fernandes afirma que a tarifa da CEEE é 18% menor que a das empresas privadas. Grupos chineses têm interesse no setor elétrico gaúcho, aliando-se a empreendedores paulistas. A Corsan também passa a ter privatização ventilada. O petista relembra, neste caso, os investimento do Governo Tarso no setor de saneamento, o que poderia comprometer o avanço social nesta área.
O deputado assinala que dois parlamentares do PDT, Gilmar Sossella e Vinícius Ribeiro, têm votado ao lado do Palácio Piratini. Também é duvidoso o apoio da bancada do PTB, pois modula sua ação conforme o interesse do momento e do assunto em pauta.
Jeferson Fernandes passa a manhã de hoje no Litoral Norte, concedendo entrevistas à imprensa e conversando com companheiros. Quando voltar a Porto Alegre outra questão polêmica surgirá: a reforma do Plano de Carreira da Brigada Militar. Mais um embate com a base aliada, coordenada pelo deputado Gabriel Souza (PMDB).