Marcado: Corsan

Tramandaí terá sistema de esgotamento sanitário ampliado

Prefeito Gauto assina termos para início das obras

O prefeito de Tramandaí, Luiz Carlos Gauto (PP), e o presidente da Corsan, Flávio Presser, assinaram nesta sexta-feira (7) dois importantes documentos para a melhoria do sistema de esgotamento sanitário (SES). Tratam-se das ordens de início para a qualificação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Parque Osório e para a contratação de estudos de concepção e licenciamento ambiental de parte do SES do município.
O presidente da Corsan, Flávio Presser, ressaltou que a ETE vai ser modernizada para receber o esgoto sanitário das redes que estão sendo implantadas no município, contando com estrutura necessária para a instalação do sistema de tratamento terciário. Presser salientou que o prazo para conclusão dos trabalhos é de 24 meses.
Presser explicou também que a ordem de serviço para a elaboração de estudo de concepção e licenciamento ambiental para a ampliação do SES na Zona Sul de Tramandaí, no valor de R$ 118.196,41, beneficiará cerca de 50 mil habitantes e terá um prazo de entrega de seis meses.

Corsan investirá em novo projeto para saneamento em Tramandaí

Corsan em reunião com lideranças de Tramandaí

Há alguns meses vêm ocorrendo reuniões na Corsan com a bancada de vereadores do PMDB de Tramandaí, lideranças da Zona Sul e o deputado estadual Gabriel Souza (PMDB) para tratar do esgoto cloacal da cidade.
No início de abril aconteceu a confirmação da Corsan de que estavam garantidos os recursos necessários, em torno de R$ 1 milhão, para a realização do projeto de engenharia necessário para a ampliação da rede de esgoto cloacal nos bairros Indianópolis, Cruzeiro do Sul, Nova Tramandaí, Oásis Sul, Jardim Atlântico, Jardim do Éden, Tramandaí Beira Mar e Portal do Éden.
“É o primeiro passo de uma longa caminhada. Neste mês faremos o ato de assinatura da ordem de serviço em Tramandaí com a presença do presidente da Corsan”, afirma o deputado Gabriel Souza.

Obras da ETE de Imbé avançam

Visita ao canteiro de obras da estação

Uma comitiva formada pelo prefeito Pierre Emerim, vice-prefeito Ique Vedovato, servidores municipais e empresários da construção civil visitou as obras da futura Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Imbé, no bairro Nova Nordeste.
Segundo Pierre, a visita teve como objetivo mostrar o andamento dos trabalhos e também conversar sobre a importância da implantação do sistema de esgoto sanitário na cidade, que é o maior investimento público da história de Imbé.
Conforme a Corsan, a ETE não trará inconvenientes para a comunidade, como mau cheiro, em função do tratamento utilizado, pois será cercada por uma cortina vegetal composta por árvores com diferentes alturas. A obra tem previsão de conclusão para o final de 2018. Ela fará saltar o índice de esgoto tratado na cidade para 30%, beneficiando mais de cinco mil pessoas.

Corsan do Litoral Norte tem novo superintendente

Adalcir, superintendente, e Bianchi, adjunto (dir.)

A Corsan decidiu mudar a direção da Superintendência do Litoral Norte, sendo removido Rodrigo Toledo. Assumiu o cargo Adalcir Rodrigues da Silva, funcionário de quadro da empresa, tendo passado pelas gerências de Alvorada, Torres e Alegrete. O superintendente-adjunto passa a ser Eduardo Bianchi, também funcionário de quadro, vindo de Bento Gonçalves.
Para Osório a inatividade da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da Lagoa dos Barros é questão clamante. Adalcir acredita que a solução está próxima. O Ministério Público de Santo Antônio da Patrulha solicitou contraprovas de laudos, o que deverá em breve ser avaliado pelo promotor. “Nos próximos meses chegará a bom termo esta questão, para que possamos tratar o esgoto de Osório”, afirma o superintendente.

Corsan é contestada em Gravataí

Marco Alba

Marco Alba

Em entrevista à Rádio Gaúcha nesta semana, o candidato a prefeito de Gravataí, Marco Alba (PMDB), afirma que fará licitação para abastecimento de água, saneamento e recuperação do rio Gravataí. No Fórum local transcorre ação civil pública contra a Corsan, em razão do desatendimento de grande parte do município. Alba frisou que a estatal poderá participar da concorrência. “Hoje 25% da cidade não têm abastecimento de água”, aponta. A licitação estipula o atendimento desta demanda em cinco anos e o esgotamento sanitário em dez anos. A recuperação das condições hídricas do rio Gravataí está prevista dentro de 15 anos. “O Plano Municipal de Saneamento será cumprido”, promete.
Este fato serve para mostrar que a estatal Corsan vem deixando a desejar em muitas cidades. Portanto, não é nenhum absurdo se falar em privatização deste serviço nos municípios onde ocorrem problemas de abastecimento e saneamento.

Comissão buscará funcionamento experimental da ETE

Hoje conversei com o deputado federal Alceu Moreira a respeito da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Osório, localizada na Lagoa dos Barros. Ele teve reunião com a direção da Corsan que está buscando solução junto à Prefeitura de Santo Antônio da Patrulha. O objetivo é formar uma comissão de supervisão para monitorar o funcionamento experimental da ETE por um ano, sendo feitas as correções necessárias. “Caso se tenha este acordo, ela poderá entrar em funcionamento”, explica Moreira. Uma das reuniões aconteceu hoje, em Santo Antônio da Patrulha, com o prefeito Daiçon Maciel (PMDB) e a direção da Corsan.
A ETE foi concluída há mais de três anos atrás e jamais colocada em operação. Segmentos da população osoriense se mobilizam. No último relatório de balneabilidade da Fepam, um balneário lacustre de Santo Antônio da Patrulha foi apontado como poluído, um motivo a mais para esta comunidade repensar a pendenga com Osório, ambos consorciados na Lagoa dos Barros. No meio político surge uma forte mobilização, conforme constatamos junto ao deputado Alceu Moreira.