Marcado: Educação

Cpers pressiona 11ª CRE

Manifestação em frente à Coordenadoria de Educação

Hoje à tarde professores da rede estadual, coordenados pelo Cpers, realizaram manifestação em frente à 11ª Coordenadoria Regional de Educação, localizada em Osório. Eles levaram um bolo de aniversário como forma de protesto, contando com velas e marcando o 21º mês de atraso salarial do Governo do Estado.
Usando carro de som, vários professores do Litoral Norte realizaram pronunciamentos protestando contra o Governo Sartori e o parcelamento de salários.

Reunião com coordenadora

Uma comitiva de manifestantes reuniu-se com a coordenadora regional de Educação, Liane Freitas. Eles expuseram sua preocupação diante das dificuldades que a categoria está vivendo, pois muitos servidores enfrentam uma angústia diária. Dirigentes do Cpers afirmaram que estão ocorrendo alguns casos de perseguição e pressão sobre servidores, o que estaria partindo das direções de escolas.
Liane externou sua solidariedade aos manifestantes, destacando que sempre defende o bom relacionamento entre as equipes diretivas e os professores e demais servidores das escolas.

Anúncios

Governo Sartori é alvo de protestos em Osório

Manifestação na Av. Marechal Floriano

Hoje aconteceu concentração de professores na Escola General Osório, de onde partiu uma passeata de protesto pelo centro de Osório. Nesta semana foram depositados R$ 350,00 na conta dos servidores, gerando uma grande insatisfação na categoria.
O resultado é a deflagração de mais uma greve, decidida em assembleia geral ocorrida ontem. Durante a reunião, coordenada pelo Cpers, ficou decidido que será realizada a Caravana da Educação, que irá percorrer as escolas do Rio Grande do Sul para a efetivação de uma greve massiva. “O Cpers nunca se curvou diante de nenhum governo e não será agora que irá se curvar”, afirmou a sua presidente, Helenir Aguiar Schürer

Escola Cordeiro de Farias é ampliada

Administração comemorou inauguração

Na última sexta-feira (1) a Escola Municipal Cordeiro Farias foi entregue à comunidade pelo Executivo. O ato contou com a presença do prefeito de Osório, Eduardo Abrahão, e do deputado estadual Ciro Simoni. A escola tinha 200 metros quadrados e com as obras passou a ter um espaço de 600 metros quadrados.
“A Escola é a referência em uma comunidade e esse é um dia muito importante para todos nós que protagonizamos uma história onde há investimento na área mais importante da vida das pessoas”, afirmou o prefeito.

Alceu Moreira cobra recursos para institutos de educação

Dep. Alceu Moreira esteve no Min. da Educação

O custeio das atividades dos institutos federais de educação no Rio Grande do Sul, como Osório e Rolante, pautaram encontro do deputado federal Alceu Moreira (PMDB) com o diretor de Desenvolvimento da Rede Federal, Romero Portela, nesta quinta-feira, 10, em Brasília.
Conforme Portela, o contingenciamento atualmente é de 15% do valor do repasse, havendo a possibilidade de liberação dos valores restantes nos próximos meses. O deputado argumentou que o descontingenciamento é necessário para aprimorar as condições e os serviços prestados aos alunos.
Soma pontos Alceu Moreira, pois políticos de oposição ao Governo Temer cobram mais recursos para a educação, num discurso que bate forte em vários parlamentares do PMDB, PSDB e PP.

Greve de professores é fraca no Litoral Norte

Liane Freitas

Hoje entrevistei a coordenadora regional de Educação, Liane Freitas. O tema principal foi a mobilização dos professores da rede estadual, convocada pelo Cpers, para uma greve durante esta semana. “O movimento tem pouca adesão na região”, afirma. “Seis escolas pararam totalmente e as demais estão funcionando normalmente”.
Em relação à rede escolar do Litoral Norte, Liane afirma que a maioria das demandas das escolas está atendida. “Obras em mais de dez escolas estão sendo feitas com verba vinda do Bird (Banco Mundial)”, assinalou.
Para amanhã o Cpers está marcando ato de protesto em frente à Secretaria Estadual da Educação, em Porto Alegre. O fim do parcelamento de salários e a recomposição do piso salarial estão entre as reivindicações.

Cortes de gastos na educação são criticados no IFRS

Setor educacional reclamou do corte de gastos

Hoje aconteceu seminário sobre a educação no Litoral Norte no auditório do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS), contando com a presença de dirigentes da área educacional e deputados. O depoimento mais forte foi feito pela deputada federal Maria do Rosário (PT) que criticou duramente o Governo Temer.
Ela defendeu a realização de eleições diretas já para presidente, apontando como necessária a volta dos grandes investimentos no setor educacional, realizados pelos governos Lula e Dilma. “Eu quero um país que tenha desenvolvimento tecnológico e científico”, afirmou. “O Brasil precisa ter conhecimento para soberania”.

Dep. Maria do Rosário

Também estiveram presentes e fizeram pronunciamentos o presidente da Assembleia Legislativa, Edegar Pretto; o prefeito Eduardo Abrahão e o presidente da Câmara de Osório, vereador Martim Tressoldi.
A reitoria do IFRS reclamou dos cortes de gastos, atingindo 30% do custeio da instituição. O campus de Osório está sentindo os efeitos das medidas do governo federal. “Enquanto isto o Governo Temer compra apoio de parlamentares com distribuição de emendas”, disparou Maria do Rosário.

Obras das escolas Rural e Cônego Pedro devem ser licitadas até dezembro

Escolas foram visitadas pelos peemedebistas

Na última semana, a assessoria do deputado federal Alceu Moreira (PMDB), representado pelo assessor Alexandre Abreu, acompanhado dos vereadores Roger Caputi e Charlon Muller e da assessoria do deputado estadual Gabriel Souza visitaram as escolas Ildefonso Simões Lopes (Rural) e Cônego Pedro Jacobs.
Eles estiveram reunidos com as diretoras das escolas Angelita Rocha (Rural) e Gicela Ramos (Cônego Pedro Jacobs). Foi anunciado que a licitação das obras deve ocorrer até o final do ano. A expectativa é que o início das obras ocorram no início de 2018. Na escola Rural, o recurso de R$ 250 mil destinado pelo deputado Alceu Moreira será para o fechamento e construção de vestiários na quadra coberta. Na escola Cônego Pedro Jacobs o recurso de R$ 330 mil será para construção de uma quadra coberta. Todas as etapas das obras estão sendo cumpridas pelo Governo do Estado.