Marcado: Eleições 2018

Esquerda aposta em jovens

Érica Souza (PT)

Mauricio Reis (PSOL)

A esquerda costuma ter alas jovens bastante ativas. Aqui no Litoral Norte vemos isto, pois Érica Souza (PT) e Maurício Reis (PSOL) buscam uma cadeira na Assembleia Legislativa.
PT e PSOL ainda são partidos pequenos na região, principalmente o PSOL. Ambos apostam nas bases, em especial nos jovens com seu idealismo que pode ser o motivador de melhorias na política e nos serviços públicos.
Érica recentemente gravou vídeo para as redes sociais com o senador Paulo Paim (PT), por ocasião de atividade do PT no centro de Osório. Mauricio tem circulado bastante pela região, tanto que no dia 19 realizou campanha na Escola Riachuelo e Uniasselvi, em Capão da Canoa.

Anúncios

PT faz campanha em Osório

Senador Paim e dep. Stela Farias na Feira do Produtor

Hoje pela manhã o PT realizou campanha na Feira do Produtor, em Osório. A atividade teve a presença do senador Paulo Paim e da deputada Stela Farias, ambos buscando a reeleição.
O PT está bastante otimista com a candidatura de Fernando Haddad a presidente. A expectativa é de que ele ultrapasse Jair Bolsonaro (PSL) nas próximas pesquisas. Haddad está fazendo um roteiro por diversas regiões do país, buscando apoios estratégicos, inclusive de lideranças proeminentes do MDB.
Paim aparece muito bem nas pesquisas, ao lado de José Fogaça (MDB). A corrida pelo Senado vem junto com a campanha a governador. Neste caso MDB, PSDB e aliados estão levando vantagem, pois Miguel Rossetto (PT) tem ficado em terceiro lugar nas aferições.

Senador Paim faz campanha no Litoral

Abgail Pereira, Rossetto e Paim (esq. p/ dir.)

O senador Paulo Paim (PT) cumpre uma intensa agenda de visitas por diversas cidades, a fim de prestar contas do seu mandato, debater a conjuntura política e diversos temas, entre eles a CPI da Previdência e Estatuto do Trabalho. Também é pauta dos debates do senador a dívida do RS, as emendas parlamentares para os municípios e os diversos estatutos dos quais é autor, tais como o do Idoso, da Pessoa com Deficiência, da Igualdade Racial e Estatuto da Juventude.
Na manhã deste sábado (22) estará na Feira do Produtor, em Osório. Depois seguirá para Imbé, Tramandaí, Capão da Canoa, Arroio do Sal e Torres. No domingo, em Vacaria, participará de plenária com o deputado Elói Poltronieri.
Paim adota uma fórmula republicana de enviar emendas a todos os 497 municípios gaúchos, independente do número de habitantes e do partido que esteja administrando a cidade. Um dos seus focos é a Uergs, auxiliando bastante na sua manutenção através destas verbas. “No período de 2003 a 2018 já indiquei mais de R$ 3 milhões em emendas para os municípios do Litoral Norte”, afirma satisfeito.

Mulheres realizam manifestação contra Bolsonaro em Osório

Concentração foi na Praça da Matriz

Hoje, ao final da tarde, houve concentração de manifestantes na Praça da Matriz, em Osório. O movimento foi articulado por mulheres e muitos homens também participaram dos protestos. O alvo foi o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL), pois tem feito declarações polêmicas, irritando movimentos feministas e ligados aos direitos dos cidadãos. O choque de ideias continua, pois Jair está internado se recuperando de facada no abdômen, mas seu vice Hamilton Mourão (PRTB) segue na esteira das declarações incisivas, ficando na mira dos movimentos sociais.
A atividade em Osório não teve incidentes, tendo sido acompanhada por alguns policiais militares.

Jadir Fofonka aposta em renovação da política gaúcha

Jadir Fofonka (dir.) conversa com apoiadores

O empresário e ex-prefeito de Imbé, Jadir Fofonka (PSDB), está bastante otimista com a candidatura de seu companheiro Eduardo Leite a governador. O PSDB comemora o crescimento de Leite nas últimas pesquisas, estando a poucos pontos do primeiro colocado, José Ivo Sartori (MDB).
Jadir busca uma cadeira na Assembleia Legislativa e considera que o Litoral Norte precisa de parlamentares mais atuantes junto aos governos estadual e federal, dadas as deficiências de infraestrutura e serviços na região que ainda estão longe de uma solução.
“Mesmo com antigos políticos já com mandatos considerados certos, parece que o contrato está se quebrando com a comunidade local. As pessoas não estão mais aceitando as mesmas promessas e nenhum retorno quando eleitos. A saída está na oportunidade para as novidades”, ressalta.
Sua campanha segue forte, visitando diversas cidades do Litoral, Vales dos Sinos e do Paranhana e Região Metropolitana.

Ciro Gomes corre por fora

Ciro Gomes

Se Jairo Jorge, o candidato do PDT a governador do Rio Grande do Sul, não empolga e segue atrás de Sartori e Eduardo Leite nas últimas aferições eleitorais, no cenário nacional Ciro Gomes (PDT) conquista espaço e pressiona Bolsonaro, o direitista que lidera as pesquisas.
O jornalista Luiz Carlos Azedo, do Correio Braziliense, expõe muito bem a condição de Ciro neste momento na campanha. Para conferir seu artigo clique aqui.
Hoje Jairo Jorge foi entrevistado no programa Jornal do Almoço, da RBS TV, e se saiu muito bem. Demonstrou tranquilidade e deu respostas convincentes e esclarecedoras. Falta ao ex-prefeito de Canoas tarimba para colocar-se num debate mais forte com Sartori, a chave para obter mais popularidade em segmentos que ainda não o conhecem.

Transfusão de votos

Jair Bolsonaro

O atentado contra o candidato a presidente Jair Bolsonaro, agora convalescendo em hospital de São Paulo, abriu as portas para uma fase delicada e tensa da campanha eleitoral. Na medida em que os partidários e simpatizantes cercam seu líder favorito apunhalado, nas ruas o clima pode ficar pesado, pois do outro lado as bandeiras esquerdistas vão tremular na tentativa de recuperação de espaço.
O petista Fernando Haddad espera receber a transferência de votos através do engajamento virtual de Lula na campanha. No hospital Bolsonaro recebeu uma transfusão de sangue, pois perdeu dois litros e meio de sangue em razão da facada no abdômen.

Fernando Haddad

O capitão está vivo e se recuperando bem, cercado de equipes das mais profissionais, enquanto Haddad ainda espera um impulso na campanha, uma transferência de votos que ainda não chegou a ser identificada em maior escala pelas pesquisas.
Transfusão, transferência, um esforço para se manter vivo. O Brasil vê seu drama latino-americano exposto, hoje uma nação não apenas dividida, como se pode alegar de forma simplória, mas levada ao sabor das paixões e do imediatismo.
O populismo de direita cresceu no país, assim como a intolerância e o discurso do ódio. O revanchismo e a vaidade turbam os discernimentos, enquanto afunda o debate sobre os problemas nacionais.