Marcado: Litoral gaúcho

Amlinorte tem novo presidente

Pref. Amauri Germano

Num ambiente festivo e acolhedor, tomou posse no último sábado, dia 27 de janeiro de 2018, o novo presidente da Associação dos Municípios do Litoral Norte, prefeito de Capão da Canoa, Amauri Magnus Germano. “Pretendemos fazer muito barulho nesse ano de 2018”, prometeu o novo presidente em seu discurso inaugural e num espírito integrador. Ao seu lado, assumiram os demais membros da diretoria, com o prefeito de Imbé, Pierre Emerim da Rosa, na vice presidência, o prefeito de Torres, Carlos Matos de Souza, na Secretaria e o prefeito de Cidreira, Alexsandro Contini de Oliveira, na Tesouraria, além dos membros do Conselho Fiscal.
Também tomou posse no sábado o presidente reeleito do Consórcio Público Amlinorte, prefeito de Morrinhos do Sul, Luiz Evaldt Steffen, com a mesma diretoria composta no ano passado. A proposta é dar andamento ao trabalho de recuperação do consórcio que vem sendo desenvolvido pelos prefeitos e equipe interna, com o apoio da Amlinorte. O prefeito Steffen destacou em seu discurso que o consórcio deverá lançar ainda em fevereiro um edital emergencial para contemplar a necessidade dos municípios que hoje depositam seu lixo no aterro sanitário de Tramandaí, marcado para encerrar as atividades em maio próximo, além de outros projetos.
O presidente da Amlinorte, Amauri Germano, disse em seu discurso que quer inserir na pauta de discussões da entidade um projeto para o desenvolvimento da região e que para isso conta com o apoio dos 23 prefeitos na tarefa. “Somente com a participação dos 23 prefeitos é que teremos força para fazer as cobranças necessárias”, ponderou. Ressaltou ainda que o trabalho inclui a aproximação com os parlamentares na Assembleia Legislativa e com o Governo do Estado, a fim de alcançar os objetivos propostos.

Anúncios

Pescadores fazem manifestação na Ponte Giuseppe Garibaldi

Animais mortos têm chegado às praias

Hoje (26), às 14h, a Comissão Provisória da Pesca Amadora de Tramandaí realizará uma manifestação pacífica na Ponte Giuseppe Garibaldi.
O trânsito será interrompido com intervalos de 5 minutos, a fim de colher assinaturas de apoiadores para cobrar dos órgãos responsáveis, as emissões da carteira amadora e a fiscalização das traineiras para que se respeitem as milhas náuticas.
Esta movimentação se deu por conta do que ocorreu no último final de semana (19 e 20), onde foram encontradas dezenas de milhares de bagres na beira mar de Tramandaí, Imbé e Osório.
A manifestação terá o apoio das Secretarias de Pesca e Agricultura e de Segurança, Direitos Humanos e Transporte, Colônia dos Pescadores Z Quarenta de Tramandaí e Fórum da Pesca do Litoral Norte do RS.

Capão da Canoa sedia encontro regional do PDT

Jairo Jorge

Ocorre amanhã (20), às 9h, em Capão da Canoa,o 1º Encontro Regional de Educação do Movimento Trabalhista pela Educação (MTE/RS) da Região Litoral Norte. O evento acontece na Câmara Municipal de Vereadores.
Haverá três paineis durante a manhã, sendo o primeiro “Escolas técnicas profissionalizantes, com o professores Eloi Flores, ex superintendente do Suepro e o professor Carlos Brum. Às 9h30 tem início a temática “Escolas em Tempo Integral”, com Vieira da Cunha, ex-secretário de Educação do RS. O encerramento será com a pauta “Gestão Pública”, ministrada pelo ex-prefeito de Canoas, Jairo Jorge.
Conforme a presidente Estadual do Movimento Trabalhista pela Educação, Alda Bastos de Souza, este é o primeiro de uma série de Encontros que ocorrerão este ano. Ela lembra que a constituição do MTPE/RS aconteceu na presença do presidente nacional do partido, Carlos Lupi, e do presidente estadual, Pompeo de Mattos, dia 5 de outubro de 2017. “O Movimento se expandiu rapidamente desde sua criação. Temos um coordenador em cada região e há regiões com grande expressividade, como o Litoral, onde temos 23 cidades participantes. Lavina Dias de Souza é a coordenadora do Movimento no Litoral“ , diz Alda , que destaca que está sendo estruturado um calendário de eventos para todo o Estado.

Hospital de Osório: “deixa como está para ver como fica”

Claudio Paranhos cumprimenta funcionários

Nesta tarde aconteceu mais uma reunião no Ministério Público de Osório a respeito da crise do Hospital São Vicente de Paulo. Estavam o prefeito Eduardo Abrahão, direção do Hospital e funcionários, Sindisaúde e o coordenador regional de Saúde, Claudio Paranhos.
Apesar de serem problemas crônicos, inclusive já previstos por alguns setores da comunidade, a toada continua a mesma em relação ao Hospital: o problema são os repasses pequenos e atrasados, a falta de melhor contratualização com o poder público e tabela de custeio defasada. É o legítimo “deixar como está para ver como fica”, pois são adotadas apenas medidas paliativas e não definitivas. A intervenção da administração municipal, prorrogada por mais seis meses, não logrou reverter a espiral deficitária das finanças da entidade.
COORDENADOR DEFENDE GESTÃO
ESPECIALIZADA PARA O HOSPITAL

O coordenador Claudio Paranhos teve uma conversa franca com os preocupados funcionários do Hospital que estão realizando paralisação que deve se encerrar amanhã. “Está na hora de o Hospital de Osório pensar no seu futuro. Até agora muito se falou e pouco se solucionou. O São Vicente precisa de uma gestão especializada neste momento”, afirma.

Prefeitura de Tramandaí equipa Guarda Municipal

Entrega dos equipamentos foi no gabinete do prefeito

O Consepro Zona Sul, representado pelo presidente Carlos Garcia, entregou ao prefeito Luiz Carlos Gauto, nesta terça-feira (16), os equipamentos de segurança individual, como coletes balísticos e fardamentos, para a Guarda Municipal de Tramandaí.
Segundo Gauto, esta parceria entre a prefeitura, o Consepro e o Ministério Público é de grande importância para a segurança da comunidade.
Já Carlos Garcia falou que “o Consepro realiza muitas ações voltadas para a segurança pública. Além desses coletes e roupas de verão, foram adesivadas as viaturas. Acreditamos sempre na parceria e no trabalho conjunto entre esta entidade e o setor público.”
EXEMPLO A SER SEGUIDO
Outros municípios da região, como Osório, Capão da Canoa e Cidreira, deveriam implantar suas próprias guardas, visando aumentar a segurança local. Trata-se de ação que influi muito na segurança das praças, ruas, prédios públicos e logradouros de maior circulação de pessoas.

Servidores do Hospital retomam paralisação

Manifestação é retomada na frente do Hospital

Novamente os funcionários do Hospital de Osório estão fazendo paralisação, uma forma de protesto contra os atrasos salariais. Nesta semana houve depósito de R$ 600, cobrindo apenas parcialmente os valores devidos. A categoria reclama a falta de pagamento do 13º salário e das férias.
A paralisação se estenderá até sexta-feira (19), quando nova assembleia será realizada. Ela está sendo acompanhada por integrantes do Sindisaúde. Cerca de 30% dos funcionários estão trabalhando, atendendo casos de urgência e emergência.
Há parcelas atrasadas do Governo do Estado, o que motiva um embate político, já que o governo municipal do PDT procura jogar a conta da crise hospitalar em Osório no colo do Governo do Sartori. Por outro lado, a compra de serviços por parte da administração municipal cobre apenas uma parte dos custos da instituição, levando-a a uma situação de déficit constante.

FASE será construída em Osório

Procurador Fabiano Dallazen e prefeito Abrahão (dir.)

Hoje (15) o prefeito Eduardo Abrahão recebeu em seu gabinete o procurador-geral de Justiça do RS, Fabiano Dallazen, acompanhado de promotores.
Dallazen comunicou ao prefeito que o Governo do Estado irá construir em Osório, no bairro Serramar, uma unidade da Fundação de Atendimento Socio-Educativo (FASE), voltada ao acolhimento de adolescentes infratores. Abrahão reclamou. “Em meu entendimento, o município não pode ser o único a arcar com os ônus sociais e deve haver a descentralização desse tipo de estrutura de segurança na região”, declarou.
Já o procurador-geral explicou que a construção da Fase em Osório está determinada por força de uma sentença judicial.