Marcado: Litoral gaúcho

Vereador Roger Caputi: “Osório está parado no tempo”

Ver. Roger Caputi

O vereador Roger Caput (PMDB) faz oposição ao governo do prefeito Eduardo Abrahão (PDT). Hoje o entrevistei a respeito do desenvolvimento econômico de Osório. Segundo ele, a administração municipal não tem mais a mesma receita de seis anos atrás, quando chegou a figurar entre os seis municípios do Estado com maior arrecadação. “Lamentavelmente não soubemos preparar Osório para o desenvolvimento, atração de investimentos e infraestrutura”, avalia.
Roger entende que as atrações naturais não são aproveitadas turisticamente. O vereador aponta que com a queda geral de receita do poder público, é preciso usar a criatividade na administração municipal, fazer parcerias e desburocratizar o sistema.
“Osório lamentavelmente está estagnado, parado no tempo. Estamos simplesmente limpando rua e pintando o meio-fio”, afirma tecendo um paralelo com o crescimento econômico de Capão da Canoa, Torres e Tramandaí

Anúncios

Binho volta à Câmara de Osório

Fábio Silveira

Em razão de licença para tratamento de saúde do vereador Marcos Bolzan (PDT), pelo período de 15 dias, em seu lugar assume o segundo suplente, Fábio Silveira (PDT), o Binho. Binho assinou a documentação na sala do presidente Martim Tressoldi, na manhã de segunda-feira (23) e já oficializou sua chegada na Casa durante a Sessão Ordinária do mesmo dia.
No ano passado Binho chegou a substituir Marcos Bolzan por 90 dias. Sua expectativa é de que logo seu colega volte aos trabalhos legislativos.

Hospital busca solução diante de crise

Reunião foi no auditório do São Vicente

Hoje acompanhei o desdobrar de uma novela antiga de Osório: a crise financeira do Hospital. O modelo filcantrópico se exauriu, mas mesmo assim foi mantido. O prefeito Eduardo Abrahão estava presente e já previu a retirada da intervenção da administração administração municipal até julho.
Entrevistei o vereador Roger Caputi que me disse ser essencial a conscientização da comunidade sobre a importância do Hospital. Segundo ele, as vinculações políticas em relação à instituição prejudicam a vinda de apoios.
Dados extraoficiais apontam que a dívida do Hospital está em mais de R$ 9 milhões. A Prefeitura de Osório já aponta que está saindo da intervenção. Então a crise só pode aumentar, o que repercute junto à população mais carente, infelizmente.

Licitação do lixo do Litoral Norte é suspensa

O Consórcio Público da Amlinorte suspendeu a licitação para contratação de empresa para destinação final de resíduos sólidos urbanos, domésticos e comerciais. A suspensão se dá em virtude das impugnações apresentadas. Trata-se de uma questão vital para a região, contando com a essencial parceria das prefeituras.
Evidente que uma concorrência deste tipo e alcance interessa a muitas empresas e grupos. Provavelmente os insatisfeitos com as regras e exigências desta concorrência fizeram questionamentos que levaram ao seu adiamento. É o interesse em alta neste setor. Os órgãos de fiscalização devem acompanhar de perto esta ação do Consórcio Público da Amlinorte.

Abrahão: “estamos felizes com a melhoria dos índices”

Pref. Eduardo Abrahão

A Fundação de Economia e Estatística (FEE) divulgou no final de março o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (IDESE) do Rio Grande do Sul e de todos os municípios gaúchos, referente ao ano de 2015.
O indicador-síntese é resultado de uma avaliação feita pela Fundação Econômica e Estatística (FEE) e analisa a situação socioeconômica dos municípios quanto à educação, à renda e à saúde, considerando aspectos quantitativos e qualitativos do processo de desenvolvimento.
A publicação do Idese 2015, apresenta números positivos para o município de Osório, ou seja, se o município alcança de 0,500 a 0,799, atingiu que índice considerado alto. Na Geração de Renda, atingimos 0,690; na Educação, 0,763 e na Saúde, 0, 831.
O resultado, explica o prefeito Eduardo Abrahão, é reflexo de um trabalho que vem sendo feito ao longo dos anos por gestores comprometidos e preocupados com a qualidade de vida dos osorienses. “Estamos felizes com a melhoria dos índices, porque isso vai ao encontro do que queremos, que é dar visibilidade e fazer o melhor possível pelo Desenvolvimento econômico, a saúde e a educação, que formam o tripé de nossa gestão. Temos conquistado colocações importantes como o 4º lugar em qualidade de vida no RS e 15 no país, evolução com apoio do programa Jogue Limpo e tantas outras ações de grande relevância”, afirmou.

Imbé terá Policlínica

Prefeito comemora início das obras

O prefeito Pierre Emerim entregou na tarde desta sexta-feira (6) a Ordem de Serviço para início das obras da Policlínica Municipal de Saúde. O ato também contou com a presença do vice-prefeito Ique Vedovato, secretários municipais, vereadores, autoridades locais e da comunidade.
O local é centralizado, na esquina da Avenida Paraguassú com a Rua Sapiranga, onde ficava o antigo prédio da Escola Municipal de Ensino Fundamental Estado de Santa Catarina. A estrutura terá aproximadamente 1,4 mil m² e substituirá o atual Posto de Saúde 24 Horas.
A Policlínica contará com uma estrutura moderna, com todos os serviços que já são prestados no Posto de Saúde, ambiente climatizado, móveis novos e leitos de retaguarda. “Será como um mini hospital, pois terá leitos de retaguarda. É uma obra mais do que necessária, pois o nosso Posto 24 Horas é feito de reformas e ‘puxadinhos’. A Policlínica é um compromisso que firmamos com nossa comunidade e será cumprido”, disse Pierre durante a entrega da Ordem de Serviço.

Uergs recebe área em Osório

A sessão da Câmara do 19 de março, foi marcada pela presença dos alunos da UERGS Unidade Litoral Norte – Osório, que se reuniram no plenário para assistir à votação de projeto de lei que autoriza o Executivo a doar à Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – UERGS, uma área de terras na cidade, com a finalidade de implantação de estabelecimento educacional.
Conforme exposto no projeto, tal medida visa fomentar a oferta de ensino superior no Litoral Norte e cumprir as ações estratégicas no campo da educação, estabelecidas pelo Plano Diretor de Desenvolvimento Municipal referentes ao estímulo e apoio para a formação e ampliação de centros universitários e a promoção de melhoria da qualidade do ensino.
A doação por parte do município, do terreno urbano situado no bairro Panorâmico, foi aprovada por unanimidade pelos vereadores que destacaram a importância do projeto.