Marcado: Operação Cartola

Procurador pede desculpas por excessos da Operação Cartola

Operação Cartola também envolveu Prefeitura de Osório

Operação Cartola também envolveu Prefeitura de Osório

O procurador da República, Celso Tres, recomendou a improcedência total da denúncia contra 30 réus da Operação Cartola. Tal medida vale para a esfera federal das investigações. A operação também envolveu a Prefeitura de Osório. Era julho de 2011, durante a gestão do prefeito Romildo Bolzan Júnior (PDT).
Entrevistei agora ao meio-dia Romildo Bolzan Júnior, hoje presidente do Grêmio, afirmando que tinha sido excluído das investigações já em 2011.
Passados todos estes anos, fica a impressão de que foi uma operação com cunho político, com alvos previamente marcados, visando detonar a imagem de figuras públicas. Recordo que a ação da Polícia Civil na Prefeitura de Osório teve mais de dez agentes envolvidos, todos bem armados e uniformizados. O fato repercutiu na comunidade, gerando comentários maldosos e gozações.

Operação Cartola no Litoral Norte

A Polícia Civil pediu a quebra do sigilo bancário de alguns prefeitos, entre eles Anderson Hoffmeister (PP), de Tramandaí. Isto se deve às investigações da Operação Cartola, relacionadas a possíveis irregularidades cometidas por uma agência de publicidade e prefeituras. Anderson diz estar tranquilo, aceitando a investigação policial.

TJ nega recurso a empresário de Tramandaí

A 4ª Câmara Criminal do TJRS negou, na quinta-feira (29/3), agravo regimental interposto pelo advogado do empresário Paulo Noschang, que teve bloqueados R$ 500 mil de sua conta e de valores existentes nas contas bancárias da sua empresa Noschang Artes Gráficas Ltda. O empresário é suspeito de participar de fraudes envolvendo publicidade em prefeituras gaúchas.
O advogado de Paulo Noschang interpôs o agravo regimental de decisão monocrática, proferida pelo desembargador Gaspar Marques Batista, que negou a liberação do valor arrestado e a substituição da mesmo por um imóvel.
O processo está em fase de inquérito. O TJRS aguarda que o Ministério Público se pronuncie sobre a denúncia ou o arquivamento do caso envolvendo a Operação Cartola.
CASO – Na ocasião dos resultados das investigações da Operação Cartola, o juiz José de Oliveira Eckert, da 2ª Vara Criminal da Comarca de Alvorada, em medida liminar postulada pelo MP, determinou o arresto.
A apreensão judicial foi no valor de R$ 500 mil da conta de Paulo Noschang, proprietário da empresa denunciada como uma das participantes do esquema de fraude.
Foi determinado ainda o arresto de cerca de R$ 124 mil, que ele teria repassado para conta de um homem em Santo Antônio da Patrulha, bem como o bloqueio de todos os valores existentes nas contas bancárias da empresa Noschang.
Na época, o empresário explicou que sua empresa foi subcontratada pela Planning Propaganda e Marketing com a finalidade de produzir materiais gráficos destinados aos municípios de Alvorada e Parobé. Segundo ele, o valor contratado foi de aproximadamente R$ 204 mil, representando menos de 1% do montante investigado na Operação Cartola.
O empresário afirmou ainda que o imóvel oferecido em substituição ao arresto de R$ 500 mil, determinado pelo Juízo do 1º Grau, seria suficiente no caso de eventual condenação para ressarcir os cofres públicos.
Fonte: Tribunal de Justiça do RS (TJ-RS).

Romildo e a Operação Cartola

O prefeito osoriense Romildo Bolzan Júnior ainda está bastante chateado com a Operação Cartola, realizada na Prefeitura, o que teve uma repercussão muito negativa para ele e o município.
O PDT deverá realizar mais adiante um ato de desagravo em relação à Operação Cartola. O prefeito Romildo foi retirado da lista de autoridades investigadas e lamenta a forma como aconteceu a inspeção policial.

Operação Cartola em Osório

Acompanhando as notícias a respeito da Operação Cartola, encontrei informação de que servidores da Prefeitura de Osório vão continuar sendo investigados. Creio que sem maiores consequências, pois tudo aponta que o prefeito Romildo Bolzan Júnior e o conjunto da sua administração não cometeram ilicitudes. No entanto, vamos aguardar os desdobramentos das investigações de alguns funcionários.

Prefeitura de Tramandaí permanece sob investigação

A administração municipal de Tramandaí continua sendo investigada na Operação Cartola. Na cidade funciona a gráfica Noschang que manteria relações suspeitas com a agência PPG. Neste município as campanhas eleitorais a prefeito costumam envolver volumosas quantias de dinheiro. O atual prefeito é Anderson Hoffmeister (PP).

Operação Cartola deixa de lado Osório

A foto ao lado mostra o prefeito Romildo Bolzan Júnior, de Osório, concedendo entrevista aos jornalistas durante a inspeção policial da Operação Cartola. A ação policial foi um choque para ele, pela primeira vez se defrontando com este tipo de situação.
Na cidade começaram a circular piadas e gozações relacionadas à Operação Cartola. As investigações apontam que o prefeito osoriense não tinha relações suspeitas com a PPG. Livra-se de pesado fardo, pois tais suspeitas maculariam sua trajetória política.