Marcado: Política gaúcha

Ocupação de cargos regionais continua em aberto

Estive na posse de Denílson da Silva (PT) como presidente do Legislativo osoriense e na breve sondagem que fiz com alguns petistas descobri que a efetivação das chefias em órgãos estaduais das região continua em aberto, inclusive a CEEE, Metroplan e outras.
A indicação para a direção da 18ª Coordenadoria Regional de Saúde está a cargo do secretário estadual da Saúde, Ciro Simoni (PDT). Um médico que é secretário municipal no Litoral Norte está sendo sondado para assumir o comando desta coordenadoria.
O salário de alguns cargos regionais tem sido um problema. O governador Tarso Genro deve enviar projeto à Assembleia Legislativa para elevar os vencimentos destes setores.

Anúncios

Sessim planeja ser novamente candidato

Segundo o site Litoral em Movimento, existe articulação em Tramandaí para que Eloi Braz Sessim venha a ser candidato a prefeito pelo PT na próxima eleição. As primeiras tratativas entre Sessim e o PT são apoiadas pelo vereador Clayton Ramos.
Neste ano o Tribunal de Contas do Estado (TCE) considerou Sessim inelegível, em lista enviada ao TRE gaúcho. Também é preciso verificar os processos judiciais contra o ex-prefeito, o que pode motivar sua inelegibilidade. De qualquer forma, é uma grande surpresa Sessim estar conversando com o PT para ser candidato a prefeito. Em Tramandaí e região certamente muitos petistas se posicionarão contra.

Palmares troca de prefeito pela quinta vez neste ano

Segundo o site Integração Notícias, novamente haverá troca no comando do Executivo de Palmares do Sul. A partir do dia 23 o atual prefeito Luciano Bins (PDT) se ausentará do cargo por 20 dias para tratar de assuntos particulares. Em seu lugar assumirá a presidente do Legislativo, vereadora Idene Boschetti (PSDB).
Trata-se da quinta troca de prefeito no município, visto que houve outras quatro alternâncias no cargo durante este ano em razão do processo de impeachment contra o então prefeito Ernesto Ortiz (PSDB). Ele chegou a retornar ao cargo, mas foi cassado novamente pela Câmara Municipal.

Uma novela antiga, muito antiga

A governadora Yeda Crusius (PSDB) surge novamente como ré no escândalo do Detran, acusada de fraude que desviou cerca de R$ 44 milhões dos cofres públicos.
Já naquela época da descoberta dos esquemas a equipe do blog Nova Corja fez este funk para embalar a galera: Funk do Busatto. Cliquem e curtam.
E aquela turminha esperta, o Tico-Butico, o Wood, o Mister Mac, entre outros? Deste enredo pra lá de enrolado rolaria um funk também muito promissor. A novela é antiga demais, uma vergonha para a sociedade gaúcha.

Sucessão municipal: diretórios com a palavra final

Encerrado o pleito estadual e federal, deparamo-nos agora com aquelas inúmeras questões levantadas a respeito de quem serão os próximos candidatos a prefeito das cidades do litoral gaúcho.
Em municípios com eleição há mais tempo, como Osório, Tramandaí e Torres, percebe-se a cristalização de algumas possíveis candidaturas ligadas aos partidos locais mais fortes. Com a palavra final, naturalmente, o diretórios destes partidos que contam com estrutura montada, vereadores e consolidado relacionamento com os principais segmentos. Certamente que daí sairá o futuro prefeito destas cidades. É o caso de Osório, onde PDT, PMDB, PP, e o PT correndo por fora, fazem um jogo no qual de vez em quando mostram as cartas, mas escondem o objetivo principal. Nomes surgem e são sondados. Facilmente se percebe que o PT quer mais espaço e o PP procura um aliado forte que pelo menos lhe garanta o vice.
O panorama político regional apresenta alguns prefeitos e suas gestões bastante criticados pela população. Estão em maus lençois e precisarão se desdobrar se quiserem a reeleição.

Governo Tarso e o interesse da população

Em 1º de janeiro assumirá o governo estadual Tarso Genro (PT) e sua equipe. O petista deverá implantar o Orçamento Participativo, como uma forma de buscar a participação da população no seu governo. Já andei escutando que a Consulta Popular será engavetada por Tarso, pois suas atribuições acabariam sendo realizados pelo OP.
O certo é que estas ferramentas de aferição da vontade das comunidades passam por uma saturação entediante, já que revelam apenas setores em que os governos devem investir como prioridade. É como chover no molhado.
Se o OP for operacionalizado que pelo menos traga novas luzes para o desenvolvimento de cidades e regiões. Do contrário, será mais uma empulhação que gastará o dinheiro do contribuinte.

PDT deve ficar com três secretarias no Governo Tarso

O PDT vai ficar com a Secretaria da Agricultura e outras duas pastas do governo estadual que assume a partir de 1º de janeiro. A Secretaria da Saúde é vista com grande interesse pelo PT e médico integrante do partido deverá ser o indicado. O deputado Ciro Simoni (PDT) deve ficar na Assembleia Legislativa, visando assumir a presidência na próxima legislatura.