Marcado: Soja

Soja ganha espaço no Litoral Gaúcho

Abertura da colheita de soja foi na Fazenda Cavalhada

Na quinta-feira passada, 13 de abril, ocorreu na Fazenda Cavalhada, localizada entre Palmares do Sul e Mostardas, a abertura da colheita da soja na região. Representando o Legislativo de Capivari do Sul, participou o vereador Roberto Camargo (PMDB).
“A produção no Litoral pensou na soja de fora para dentro. E é fundamental para a região, que era muito dependente do arroz. A estimativa da Secretaria da Agricultura era de área de 15 mil hectares, mas levantamento feito na região indica que a área passa de 20 mil hectares, com potencial para chegar a até 50 mil hectares”, falou Alexandre Velho, presidente da Associação de Arrozeiros de Mostardas e Tavares e vice-presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do RS.
“A rotação com a soja também está aumentando a produtividade do arroz”, observa Ernani Polo, secretário estadual de Agricultura. Os resultados do atual ciclo são muito bons: em média, 60 sacas por hectare – acima da projeção estadual da Companhia Nacional de Abastecimento, de 52,2 sacas. Mas há colheitas de até 80 sacas.

Soja ganha espaço no Litoral

Soja ganha espaço no Litoral Gaúcho

Soja é atrativa por sua rentabilidade

Os municípios de Palmares do Sul, Mostardas, Capivari e Santa Vitória do Palmar vão ser incluídos, por decisão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, no zoneamento da soja para o Litoral Norte, a partir do segundo semestre deste ano. O anúncio foi realizado pelo secretário de política agrícola do MAPA, Neri Geller. O tema já vinha sendo reivindicado por produtores do litoral e também foi levado a Geller pelo secretário estadual da agricultura, pecuária e irrigação, Ernani Polo, que já havia recebido o pleito de agricultores da região e, da mesma forma, do deputado Alceu Moreira, durante audiência na Seapi em 2015. Além da articulação de Alceu Moreira junto ao Mapa, também houve o apoio nesta construção do presidente da Federarroz, Henrique Dornelles, e do representante do IRGA, José Carlos Pires.
A partir do ingresso destes municípios do Litoral Gaúcho no zoneamento, que já produzem grande quantidade de grão, os agricultores vão ter a disponibilidade de contratar financiamentos, o que irá aumentar a produção de soja e disponibilizar mais geração de emprego e renda, sendo uma boa opção para alternar com o plantio do arroz.
FONTE: Governo do Estado