Marcado: Tramandaí

Tramandaí e Imbé disputam vitrine da tainha assada

Imbé prepara Festival da Tainha

O município de Tramandaí tem sua conhecida Festa Nacional do Peixe, evento consagrado, mas que vem sentindo os efeitos da crise econômica. Do outro lado do rio, em Imbé, a administração municipal decidiu investir em evento similar, o Festival da Tainha, planejado para ocorrer de 28 de julho a seis de agosto, tendo fechado acordo com Rojoel Amaral, ex-secretário de Turismo de Tramandaí, para sua execução com o suporte de uma empresa privada.
Nas redes sociais já vi provocações, envolvendo o que seriam imitações. Há também questionamentos em relação a logomarcas, pois Imbé vai investir na divulgação do seu festival através de uso de alegorias que guardam bastante semelhança com as usadas na Festa Nacional do Peixe.

Festa Nacional do Peixe precisa recuperar prestígio

Importante que as duas festas possam se desenvolver, atraindo público e movimentando as economias das duas cidades. A rivalidade demais só vai prejudicar, assim como possíveis boicotes e retaliações de parte a parte. No centro da disputa a tainha, este peixe que se presta a pratos realmente muito bons, típicos da gastronomia litorânea.
A Festa Nacional do Peixe enfrenta uma concorrência praticamente no seu quintal, ao seu lado, algo novo e que exigirá esforço no seu planejamento. Imbé deverá explorar novidades, afinal vai querer fazer bonito para tentar desbancar a Festa Nacional do Peixe.

Projeto atenderá pessoas em situação de vulnerabilidade em Tramandaí

A prefeitura de Tramandaí, em parceria com o Instituto Brasileiro da Pessoa, promove, a partir de 22 de junho, a “Tramandaí Inclusiva e Produtiva”, uma ação que tem por objetivo atender a população em geral, com foco nas pessoas em situação de vulnerabilidade.
O projeto, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social, se destina a adolescentes, jovens e adultos na faixa de 14 a 59 anos e vai abordar vários assuntos de interesse deste público, durante seis meses, em 18 bairros de Tramandaí . Os bairros contemplados são: Centro, Barra, São José, Parque dos Presidentes, Cruzeiro do Sul, Indianópolis, Tiroleza; Recanto da Lagoa, São Francisco I, São Francisco II, Litoral, Estância, Terminal Turístico, Oásis Sul, Jardim do Éden, Nova Tramandaí, Tramandaí Sul, Jardim Atlântico.
Esse conjunto de ações surgiu da urgência em promover a justiça e a inclusão social no município, pois dados do IBGE apontam Tramandaí com um índice de 28,93% de pobreza, mais de 18 mil pessoas sem instrução ou ensino fundamental incompleto e na quinta posição no ranking de violência contra a mulher no Estado.

Vereador de Tramandaí recorrerá ao TSE

Acabei de falar com a assessoria do vereador Cesar Santos (PMDB), de Tramandaí. Ele vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) da decisão que o condenou à perda do mandato em razão de captação ilícita de votos.
Hoje Santos vai comparecer à sessão da Câmara Municipal, ele que tem grande foco na saúde, pois é enfermeiro e já atuou na Secretaria Municipal da Saúde durante governo do prefeito Edegar Rapach (PMDB).
Quem observa de longe os movimentos do vereador Cesar Santos é Mana Padilha (PSDB), a primeira suplente da coligação integrada por PMDB, PSDB e outros partidos. Ela pode vir a assumir pela primeira vez uma cadeira no Legislativo de Tramandaí. Pelo que se vê, deverá esperar mais um pouco, até sentença final do TSE.

TRE mantém cassação de vereador de Tramandaí

Cesar Santos

No dia 6 de junho o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) julgou recurso do vereador de Tramandaí, Cesar Luis Silva dos Santos (PMDB), que havia tido o diploma cassado pela Justiça Eleitoral local. Ele ainda pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Em janeiro o juiz eleitoral considerou procedente a investigação proposta para reconhecer a prática de captação ilícita de sufrágio por parte de Cesar e cassou o seu diploma.
Caso deixe sua cadeira no Legislativo, a vaga seria ocupada por Mana Padilha, do PSDB. Ela obteve 529 votos, ficando na primeira suplência da coligação composta por PMDB, PSDB e outros partidos que buscava a reeleição de Edegar Rapach.

Corsan investirá em novo projeto para saneamento em Tramandaí

Corsan em reunião com lideranças de Tramandaí

Há alguns meses vêm ocorrendo reuniões na Corsan com a bancada de vereadores do PMDB de Tramandaí, lideranças da Zona Sul e o deputado estadual Gabriel Souza (PMDB) para tratar do esgoto cloacal da cidade.
No início de abril aconteceu a confirmação da Corsan de que estavam garantidos os recursos necessários, em torno de R$ 1 milhão, para a realização do projeto de engenharia necessário para a ampliação da rede de esgoto cloacal nos bairros Indianópolis, Cruzeiro do Sul, Nova Tramandaí, Oásis Sul, Jardim Atlântico, Jardim do Éden, Tramandaí Beira Mar e Portal do Éden.
“É o primeiro passo de uma longa caminhada. Neste mês faremos o ato de assinatura da ordem de serviço em Tramandaí com a presença do presidente da Corsan”, afirma o deputado Gabriel Souza.

Hospitais do Litoral recebem recursos do Governo Sartori

Sec. Gabbardo procurou facilitar para Hospital de Osório

Nesta quarta-feira (10) aconteceu reunião em Porto Alegre entre a direção do Hospital de Osório e o secretário estadual da Saúde, João Gabbardo, ocasião em que foi acertado um alongamento do prazo para pagamento da dívida com o Governo do Estado.
“Não faço perseguição política ao Hospital de Osório. Cobro as coisas corretas de todos os hospitais da região”, afirma o coordenador regional de Saúde, Cláudio Paranhos, presente à reunião que foi intermediada pelos deputados Gabriel Souza e Alceu Moreira.
Paranhos aponta que o Hospital de Osório recebeu R$ 373 mil para execução do Plano de Prevenção e Combate a Incêndio (PPCI) e o de Tramandaí também R$ 373 mil para troca de piso. Já o de Santo Antônio da Patrulha ganhou R$ 375 mil para compra de equipamentos destinados às unidades básicas de saúde, mas o prefeito Daiçon Maciel busca que estes recursos sejam usados em benefício do bloco cirúrgico do Hospital. Estas verbas são resultado da Consulta Popular do ano passado.

Prefeitura de Tramandaí presta contas da Festa do Peixe 2016

Tainha assada, o prato principal do evento

O Executivo Municipal de Tramandaí pagou no fim de abril de 2017 a importância de R$ 112.586,20 referente a dívidas contraídas pela Secretaria de Turismo durante a Festa Nacional do Peixe de 2016.
Segundo o secretário da Fazenda, Marcelo Monte dos Anjos, a dívida é referente a contratação de geradores de energia para os shows dos Titãs, Claus e Vanessa, Chimarruts, Cabaré, Anitta, Turma do Pagode, André e Felipe e Amado Batista no valor de R$ 16.340,00; contratação de pórtico metálico no valor de R$ 9.900,00 e de serviços gráficos no valor de R$ 86.346,20.
O secretário destacou ainda que, somente nestes quatro primeiros meses do ano, já foram pagos mais de R$ 4 milhões referentes a resto a pagar de dívidas contraídas pela administração anterior.