Marcado: Uergs

Uergs merece um campus melhor

Uergs realizou evento cultural nesta terça (31)

Hoje é um dia festivo na Uergs, em Osório, com a realização da feirinha cultural, ocorrendo apresentação dos trabalhos dos alunos da Pedagogia.
O campus fica nas dependências da antiga Escola Municipal Osvaldo Amaral, o que por si só já aponta para a necessidade de melhores acomodações.
Ao campus vêm alunos de diversas cidades da região. Como trata-se de instituição pública, proporciona horizonte de futuro a pessoas e famílias que precisam deste apoio para obterem um diploma de nível superior.
Felizmente começam a surgir alternativas ao malogrado projeto de instalação da Uergs perto da Estrada do Mar, no bairro Albatroz. A expansão da instituição no Litoral Norte e qualificação dos seus serviços dependem de uma estrutura ampla e moderna. Já houve reunião com a administração municipal com este objetivo.

Anúncios

Prefeitura estuda área para Uergs no Centro Olímpico

Prof. Valter Freitas

Hoje, logo antes da realização de um evento acadêmico, entrevistei o professor da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs), em Osório, Valter Freitas. Ele me revelou que houve reunião nesta segunda-feira (30) com o prefeito Eduardo Abrahão e sua equipe para tratar de um novo campus para a entidade.
Como o projeto inicial de instalação da Uergs junto à Estrada do Mar emperrou, a administração municipal está estudando a sua implantação no Centro Olímpico que possui extensa área vazia, chegando a quase três hectares.
Técnicos da Prefeitura irão medir a área nesta semana, o que pode ser um passo inicial para um projeto de construção do campus neste local.

Alunos da Uergs fazem manifestação

Manifestação em frente à Prefeitura de Osório

Hoje pela manhã aconteceu manifestação de estudantes da Uergs em frente à Prefeitura de Osório. O campus da entidade funciona no prédio da antiga Escola Osvaldo Amaral.
Conforme o prefeito Eduardo Abrahão, não há possibilidade de a administração municipal investir na construção de um novo campus em razão da limitação orçamentária. Abrahão frisa que fez proposta, há três anos, de doar a atual área da Osvaldo Amaral à Uergs e mais três hectares.
Durante a gestão do então prefeito Romildo Bolzan Júnior havia sido acertada a construção de um amplo campus junto à Estrada do Mar, mas hoje a realidade é outra.

UERGS terá reunião com prefeito dia 10

Segundo fonte do gabinete do prefeito Eduardo Abrahão, a reunião com a Uergs foi adiada para a próxima quarta-feira (10). Em pauta a construção do campus, a ser instalado em área no bairro Albatroz, perto da Estrada do Mar.
Extraoficialmente está vazando boato de que haverá manifestação de alunos da Uergs em frente à Prefeitura de Osório nesta sexta-feira (5), o que pode azedar o clima para a reunião da semana que vem.

Osório: UERGS terá reunião com prefeito e vereadores

A Uergs em Osório possui os cursos de Biologia Marinha e Pedagogia e dois cursos de pós-graduação, um de Atendimento Educacional Especializado e outro de Gestão Ambiental. Terá também o Mestrado em Educação que inicia suas atividades em agosto. O campus funciona na antiga Escola Osvaldo Amaral, cedida pela administração municipal.
Nesta sexta-feira a direção do campus da Uergs irá se reunir com o prefeito Eduardo Abrahão e vereadores. Seu objetivo é prorrogar o prazo de ocupação das atuais instalações e também o prazo de posse da área projetada para o futuro campus a ser construído no bairro Albatroz, perto da Estrada do Mar.
O Executivo Municipal está enfrentando dificuldades financeiras, o que inviabiliza investimentos de maior porte como a construção deste campus. Por sua vez, a Uergs quer um prazo maior de uso das áreas ao seu dispor, de no mínimo 30 anos, sendo uma garantia para que possa ser feito um investimento pelo Governo do Estado ou União, sem depender de recursos municipais.

Uergs debatida na Câmara de Osório

Ontem, durante sessão ordinária, vereadores debateram na Câmara de Osório a questão da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs), já que a administração municipal não tem demonstrado interesse na construção do campus da instituição, o que foi acordado há cinco anos atrás.
O vereador Roger Caputi (PMDB) foi à tribuna e disse que a Uergs precisa de um contrato de 30 anos de posse da área doada para a instalação do campus, localizada no bairro Albatroz. Roger assinalou que há risco desta propriedade ser retomada pela Prefeitura, pois está expirando o prazo de cinco anos estabelecido entre as partes.
Já o vereador Beto Gueiê (PDT) apontou que a Uergs é uma instituição em crise, sendo um investimento de risco para a administração municipal que por sua vez tem muitas responsabilidades com a educação infantil e fundamental.
Hoje a Uergs funciona provisoriamente no prédio da antiga Escola Osvaldo Amaral com os cursos de Biologia Marinha e Pedagogia. O imóvel foi cedido pelo Executivo durante a gestão do prefeito Romildo Bolzan Júnior.

Prefeitura de Osório planejava concluir campus em 2013

“Será um novo nicho de graduação voltado para um polo tecnológico que vai desenvolver a universidade também. Pretendemos entregar a nova estrutura pronta até o final de 2013 e vamos publicar o edital na próxima semana”, afirmou o prefeito Romildo Bolzan Júnior em 11 de dezembro de 2012 em relação à parceria da Prefeitura de Osório com a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs).
Era uma época com os cofres do Executivo abarrotados de dinheiro. O otimismo era tanto que previa-se que a obra seria concluída no final do ano seguinte.
No entanto, à administração municipal faltaram agilidade e capacidade de destravar as questões que envolvem uma empreitada desta natureza. O resultado é que a construção do campus da Uergs jamais se concretizou, ficando ainda mais distante do horizonte de Osório em razão da queda de receita e do quadro de recessão que assola a economia.
EDITAL “FANTASMA”
O então prefeito Romildo Bolzan Júnior falou em dezembro de 2012 na elaboração de um edital para a construção do campus da Uergs. Perguntas: ele chegou a ser montado? Se não, quem dormiu em cima dele? Houve licitação? Aconteceram embaraços de ordem legal ou administrativa?
Este é um assunto a ser abordado na Câmara de Osório, pelos vereadores. No intervalo de um ano o que aconteceu para não ocorrer contratação de construtora por meio de licitação? Pode até ensejar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).